MME enquadra projetos da Sterlite como prioritários

Obras são relativas aos lotes 3, 10 e 15 de leilões da Aneel

O Ministério de Minas e Energia aprovou como prioritários, três projetos relativos aos Lotes de Transmissão 3, 10 e 15, todos sob titularidade majoritária da Sterlite Brazil Participações. Com a declaração, os projetos podem emitir debêntures de infraestrutura, com incentivos para o investidor. A informação consta na edição da última terça-feira, 29 de janeiro, do Diário Oficial da União.

O Lote 3 é oriundo do leilão nº 2 de 2017 da Aneel e prevê a construção de cinco linhas de transmissão entre o Pará e Tocantins, além da Subestação Serra Pelada em 500 kV e outras obras de adequação, que devem terminar em julho de 2020.

Já o projeto de transmissão do Lote 10 foi ofertado no certame nº 5 de 2016, e contempla a implantação de três LTs e das subestações Lajeado e Vinhedos, a serem construídas no Rio Grande do Sul, com prazo final de execução para janeiro de 2020.

Já o loteamento 15 também provém do leilão de 2016 e comportará duas LTs e a SE Arcoverde I no estado de Pernambuco, com o término das obras previsto para abril deste ano.