Inovação abre o caminho para expansão renovável diz estudo da Irena

Países na vanguarda da transformação energética estão obtendo mais de um terço de seu abastecimento por meio das fontes renováveis variáveis de maneira econômica

A Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena, na sigla em inglês) apresentou um mapeamento e análise de inovações inéditas que transformarão o setor de energia. De acordo com o levantamento, países na vanguarda da transformação energética estão obtendo mais de um terço de seu abastecimento por meio das fontes renováveis variáveis como a solar e a eólica, e estão fazendo isso de uma maneira eficiente do ponto de vista econômico. Outra descoberta aponta que ao utilizar soluções inovadoras que permitem integrar uma parcela maior de renováveis em seus sistemas, essa é a chave para uma transformação de energia global econômica.

O diretor geral da Irena, Adnan Z. Amin, apresentou o relatório na presença do comissário europeu da Energia e Ação Climática, Miguel Cañete, num evento oficial de lançamento organizado pela Comissão Europeia. O relatório “Panorama da Inovação para um Futuro Energizado por Renováveis” contém a avaliação mais aprofundada da transformação do setor elétrico até hoje. Mostra como as sinergias entre diferentes soluções inovadoras em modelos de negócios, design de mercado, tecnologias capacitadoras e operação do sistema estão reduzindo o custo de integrar altas parcelas de energia renovável variável (VRE), tornando a produção, transmissão e consumo de energia mais flexíveis e capacitando uma nova geração de consumidores de energia.

Descarbonizar o setor de energia global está em conformidade com os objetivos do Acordo de Paris e exigirá uma parcela de 85% de energia renovável na geração total de eletricidade até 2050, de acordo com as estimativas do Roteiro 2050 da associação. As energias renováveis variáveis seriam responsáveis por 60% da energia total gerada globalmente. Passando para uma nova fase em que a escalada massiva, porém econômica, de energia renovável é crucial, a transformação do setor de energia é fortemente acelerada pelas tendências de inovação na digitalização, descentralização e eletrificação dos setores de uso final.

Com cerca de 15% da participação do VRE na geração anual de eletricidade, a UE tem os níveis mais altos de energias renováveis variáveis em sistemas de energia em todo o mundo. De acordo com a avaliação de Amin, o sucesso da região mostra que a inovação está criando uma transformação de energia que é tecnicamente viável e economicamente atraente.

O relatório identifica 30 inovações-chave e 11 soluções inovadoras em desenvolvimento por empresas pioneiras e apoiadas por governos visionários em todo o mundo. Ao apresentar exemplos de projetos e pilotos para a transformação do setor de energia em todo o mundo, o levantamento tem como objetivo apoiar os formuladores de políticas na adoção de estruturas de inovação baseadas na combinação e nas sinergias entre soluções inovadoras que ajudarão os tomadores de decisão a repensar seus sistemas de energia e implementar soluções que atendam a circunstâncias nacionais específicas. Para acessar o estudo da Irena, clique aqui.