BR Distribuidora já recebeu R$ 1,78 bilhão de acordo firmado com Eletrobras

Valor contempla o pagamento de nove de 36 parcelas firmadas com a estatal, além de duas outras antecipações

A BR Distribuidora já recebeu nove das 36 parcelas que compõem o acordo de reconhecimento de dívida firmado em abril do ano passado com o Grupo Eletrobras, para o pagamento de dívidas relativas ao não pagamento de combustível fornecido a usinas termelétricas na região Norte. O dado consta do relatório de resultados financeiros do 4º trimestre de 2018 da empresa de combustível, divulgado ao mercado nesta terça-feira (26).

De acordo com a subsidiária da Petrobras, o ressarcimento já feito à empresa soma, até o momento, R$ 1,78 bilhão, incluindo as nove parcelas pagas pela Grupo Eletrobras e duas antecipações referentes às distribuidoras do Acre e de Rondônia, privatizadas no ano passado e agora controladas pelo grupo Energisa. A confissão de dívida firmada pela Eletrobras e suas ex-subsidiárias do Amazonas, Roraima e Rondônia junto à BR Distribuidora soma R$ 4,6 bilhões, em valores atualizados.

O pagamento das nove primeiras parcelas do acordo com a Eletrobras, além das duas outras antecipações, impactaram direta e positivamente no resultado da BR Distribuidora no ano passado. O lucro líquido registrado de outubro a dezembro foi de R$ 1,6 bilhão, ante R$ 531 milhões no mesmo período de 2017. Já o resultado financeiro líquido saiu de R$ 353 milhões no 3º trimestre de 2018 para R$ 1,8 bilhão trimestre seguinte.

“O incremento na rubrica (lucro líquido) deve-se principalmente aos eventos ocorridos no trimestre, como a remensuração do valor justo dos Instrumentos de Confissão de Dívidas (ICD’s) devido às privatizações das Centrais Elétricas de Rondônia, à Boa Vista Energia e à Eletroacre, distribuidoras de energia elétrica subsidiárias da Eletrobras, as quais foram privatizadas e apresentaram garantias firmes para tais recebíveis”, diz o relatório de resultados lançado hoje.