EPE cadastra 156 projetos para leilão de Roraima

Contratação do leilão vai substituir usinas movidas a óleo

A Empresa de Pesquisa Energética concluiu nesta sexta-feira, 1º de março, o cadastramento das propostas de Solução de Suprimento para participação no “Leilão para suprimento a Boa Vista e localidades conectadas”, de 2019. Foram cadastrados 156 empreendimentos. O leilão deverá ser realizado até 31 de maio e estão previstos dois produtos: potência, para empreendimentos soluções com capacidade de modulação de carga e flexibilidade para operação variável, e Energia, exclusivo para fontes renováveis.

O Ministério de Minas e Energia divulgou a portaria com a sistemática do leilão. O suprimento de energia começa em 28 de junho de 2021 com a contratação dos dois produtos. O edital com as regras de contratação fica em audiência pública de 27 de fevereiro a 29 de março. A contratação acontece para substituir o parque térmico local, que é movido a óleo diesel e tem alto custo. As despesas anuais com o óleo combustível das usinas chegam a R$ 777 milhões.

Adicionalmente, com a finalização consulta pública sobre a Portaria de Sistemática do Leilão e com a publicação da Portaria MME n. 145/2019, a EPE divulga o Informe Técnico sobre a formulação do Preço de Referência para as Soluções de Suprimento participantes do leilão para Boa Vista e Localidades Conectadas, no produto Potência.