Preço da energia cai no Sudeste, Sul e Nordeste, diz CCEE

Afluências previstas para o mês de março sobem para 87% da média histórica

O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período entre 9 e 15 de março caiu 1% ao passar de R$ 251,81/MWh para R$ 250,06/MWh nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul. No Nordeste, a redução foi de 3% com o PLD fixado em R$ 160,22/MWh, enquanto no Norte permanece no valor mínimo de R$ 42,35/MWh, informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A redução do PLD é explicada pela verificação e estimativa de afluências mais otimistas (de 84% para 87% da média histórica) para março no Sistema Interligado Nacional -(SIN), principalmente nas regiões Sul (124%) e Norte (76%). A expectativa de ENAs indica índices em 94% no Sudeste e em 40% no Nordeste.

A carga esperada para a próxima semana deve ficar praticamente a mesma da última previsão, apenas com aumento de 100 MW médios no Sul.

Os níveis dos reservatórios do Sistema ficaram cerca de 2.420 MW médios mais altos frente ao esperado, com o registro de queda no Sul (-225 MW médios) e no Nordeste (-210 MW médios). No Sudeste (+1.220 MW médios) e no Norte (+1.630 MW médios), os níveis estão mais elevados.

O fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) esperado para março foi revisto de 139% para 138,6%. O Encargo de Serviço do Sistema (ESS) esperado para o período é de R$ 36 milhões, sendo R$ 24 milhões referentes às restrições operativas e R$ 12 milhões à reserva operativa de potência. A CCEE ressalta que considerando a atual conjuntura, a previsão de encargos pode variar.