Governo mantém decisão de não despachar térmicas mais caras

ONS aponta melhora no nível de armazenamento dos reservatórios em todas as regiões

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico manteve a decisão de não despachar usinas termelétricas fora da ordem de mérito, após reunião de avaliação nesta sexta-feira, 8 de março. Em nota divulgada na tarde de hoje, o Ministério de Minas e Energia cita dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico que mostram aumento nos níveis de armazenamento em todas as regiões do país.

O destaque, de acordo com o MME, é a Região Sudeste/Centro-Oeste, cujos reservatórios equivalentes atingiram 33%, com aumento de 3,4 pontos percentuais no armazenamento.

Desde o início do mês de fevereiro, o CMSE tem feito avaliações semanais das condições de atendimento do Sistema Interligado. O comitê autorizou a operação de térmicas com Custo Variável Unitário até R$ 588,75/MWh nos subsistemas Sudeste-Centro-Oeste e Sul, a partir de 9 de fevereiro. No dia 22, essas usinas foram desligadas.