Liquidação de janeiro no MCP movimenta R$ 1,43 bilhão

Contabilização somou R$ 9 bilhões. Montante não pago em razão de liminares relativas ao GSF ficou em R$ 6,97 bilhões

A liquidação financeira do mercado de curto prazo referente ao mês de janeiro movimentou R$ 1,43 bilhão, de um total de R$ 9 bilhões contabilizados. De acordo com informações divulgadas nesta terça-feira (12) pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, do montante que não foi pago, R$ 6,97 bilhões estão relacionados com liminares judiciais relativas ao GSF no mercado livre. Os demais R$ 610 milhões em aberto representam outros valores em aberto no processo de pagamento.

Segundo a CCEE, a taxa de adimplência entre agentes credores sem liminares que os retiram do rateiro da inadimplência ficou em 10% após a operacionalização das decisões judiciais. No caso dos credores amparados por decisões judiciais vigentes para não participar do rateio da inadimplência oriunda de liminares do GSF, a taxa de adimplência ficou próxima de 93%. A operação de liquidação financeira realizada pela CCEE envolveu 7.503 agentes, sendo 1.350 devedores e 6.153 credores.

A CCEE promoveu ainda a liquidação financeira de janeiro referente à Conta Bandeiras, que envolve o rateio dos recursos arrecadados com a cobrança das bandeiras tarifárias nas contas de luz e do prêmio de risco hidrológico entre as concessionárias e permissionárias de distribuição. A movimentação ficou em R$ 45,9 milhões, considerando o pagamento feito por parte de 78 distribuidoras e permissionárias devedoras a um conjunto de 22 distribuidoras credoras neste processo.