Falha em subestação tira Angra 1 do Sistema Interligado Nacional

Segundo o ONS, princípio de incêndio em canaleta de cabos disjuntores motivou o desligamento automático da usina nuclear

A Eletronuclear desligou Angra 1 do Sistema Interligado Nacional na noite da última terça-feira (12), às 22h30, após detectar uma falha na subestação de Furnas, localizada na própria Central Nuclear. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico, o motivo para o desligamento foi um princípio de incêndio na canaleta dos cabos disjuntores 500 kV 9154.

Com o evento, Angra 1 perdeu a conexão com o sistema de linhas de transmissão de 500 KV, ficando ilhada. A Eletronuclear ressaltou que o desarme automático do reator é uma medida de segurança prevista em situações como essa e que, durante a ocorrência, todos sistemas da usina operaram de forma adequada. Assim, quando os reparos na subestação forem devidamente finalizados, a central estará pronta para o retorno à operação.

A empresa ainda afirmou que o episódio não apresentou qualquer risco à segurança da usina, aos trabalhadores, à população ou ao meio ambiente, e que técnicos da companhia e de Furnas trabalham juntos na solução do problema, sem ainda uma previsão para término do serviço.