Celpa inaugura subestação e lança projetos sociais em Castanhal

Obra de R$ 9,8 milhões irá reforçar sistema elétrico da região, trazendo benefícios para cerca de 79 mil famílias paraenses

Para acompanhar e suprir o aumento da demanda por energia no município de Castanhal, nordeste paraense, a Celpa inaugurou a segunda subestação de energia da cidade na última segunda-feira, 18 de março. No total, a obra orçada em R$ 9,8 milhões deve levar benefícios a cerca de 79 mil famílias, entregando energia mais firme e de qualidade em Castanhal e até mesmo em localidades adjacentes como Inhangapi, São Francisco do Pará e parte das áreas rurais de Igarapé Açu e Santa Izabel do Pará.

A nova SE conta com sete alimentadores e atuará como reforço à outra subestação já existente em Castanhal. O responsável pela área de Relacionamento com o cliente da Celpa, Alexandro Freitas, explica que a iniciativa busca incentivar ainda mais o crescimento da região, promovendo uma energia de maior qualidade e segurança. “Esta obra significa crescimento socioeconômico em potencial, pois teremos a possibilidade da implantação de empresas e por consequência aumento de empregos, além de maior bem-estar para a população”, comentou.

O empreendimento irá entrar em operação com uma tecnologia avançada para o segmento, através de um sistema automático de recomposição em casos de imprevistos. A ferramenta também é otimizada e ocorre em alta velocidade, com monitoramento 24 horas direto do Centro de Operações Integradas da distribuidora. Outro ponto importante é a garantia da entrada do sistema de medição operacional da subestação, que irá ajudar no controle de demanda e combate às perdas de energia.

Investimentos para projetos sociais

Após finalizada a solenidade de inauguração da subestação, a Celpa assinou convênios para fazer investimento social em duas instituições beneficentes da região: a Castelo dos Sonhos, em Castanhal, e a ONG No Olhar, em Inhangapí. O investimento será de quase R$ 1 milhão para construir a sede dos dois projetos.

O Castelo dos Sonhos é uma proposta referência em Castanhal e desenvolve atividades como futebol, ballet, natação, além de palestras educativas com a comunidade do bairro do Jaderlândia. Já a NoOlhar trabalha com foco no empreendedorismo social.

Para a coordenadora do projeto, Cláudia Michele, o direcionamento de recursos aos projetos sociais deverão ajudar no crescimento dessas iniciativas. “Estamos com uma expectativa muito grande para ajudar a potencializar essas instituições. Sabemos que o trabalho desenvolvido por elas é muito sério e queremos ajudar a realizar os sonhos de quem faz parte desses lindos projetos”, explicou a coordenadora.