Projeto de modernização de hidrelétricas da AES Tietê é autorizado pela Aneel

Empresa pretende lançar debêntures de infraestrutura para financiar as obras. Investimento previsto é de R$ 261,9 mi

A AES Tietê obteve autorização da Aneel para o projeto de modernização das usinas hidrelétricas Água Vermelha, Bariri, Barra Bonita, Caconde, Euclides da Cunha, Ibitinga, Limoeiro, Mogi Guaçu, Nova Avanhandava e Promissão. A decisão garante o enquadramento das obras como projetos prioritários para a captação de recursos por meio da emissão de debêntures de infraestrutura. Os investimentos previstos pela empresa para o período de 2020 a 2023 somam R$ 261,871 milhões.

No pedido de anuência prévia, a empresa argumentou que o projeto de recuperação e modernização das dez usinas vai assegurar a capacidade de geração de energia, a continuidade da operação das instalações e o cumprimento das metas de disponibilidade. Já o financiamento dos projetos por meio de debêntures contribui para a geração de caixa, o alongamento do perfil da dívida e a redução do custo de capital.