Custo da geração térmica em RR será de R$ 1,9 bi esse ano

Albuquerque confirmou aumento do custo de geração no estado com o interrupção do suprimento de energia pela Venezuela desde o inicio do mês

Os consumidores brasileiros terão de pagar ao longo desse ano um custo de R$ 1,9 bilhão para o atendimento a Roraima com o uso a plena carga de usinas termelétricas a diesel, informou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, em audiência pública no Senado. Albuquerque disse que desde o dia 7 de março, quando foi registrado o primeiro apagão generalizado na Venezuela, o país deixou de cumprir o contrato de fornecimento de energia para o estado.

O ministro lembrou que, desde então, o parque térmico local tem gerado 270 MW para atender a energia que deixou de ser fornecida pelo país vizinho. O estado recebe diariamente 70 caminhões de combustível, mas o consumo varia ao longo do dia. Em uma situação hipotética de carga máxima constante, o consumo atingiria 1 milhão de metros cúbicos de diesel por dia.

O governo lançou as diretrizes do leilão para a contratação de soluções de suprimento para Roraima,  que inclui energias renováveis, gás e sistemas de armazenamento de energia. O edital da Agência Nacional de Energia Elétrica está em audiência pública e a intenção é de que os empreendimentos sejam concluídos em, no máximo, dois anos, quase um ano antes da entrada da linha de transmissão Manaus-Boa Vista. A expectativa do governo e de que o linhão tenham suas obras  iniciadas no segundo semestre desse ano.