Projeção de crescimento da carga de energia em 2019 é revisada para 3,4%

Para o período de 2019-2023, a taxa de crescimento médio da carga se manteve estável em 3,8% a.a

A projeção de crescimento da carga nacional de energia elétrica em 2019 foi revisada para 3,4%, ante uma expectativa de 3,6%, informaram as autoridades do setor elétrico em boletim divulgado nesta quarta-feira, 27 de março. Para o período de 2019-2023, a taxa de crescimento médio da carga se manteve estável em 3,8% a.a.

“Em montantes de energia, a carga que estava inicialmente prevista para ser de 68.897 MW médios ficou em 68.827 MW médios (-70 MW médios). A queda na previsão da carga reflete o resultado do PIB 2018, que foi menor do que o inicialmente previsto. O cenário macroeconômico pós 2019 foi mantido em virtude do alto nível de incerteza”, diz a nota. A taxa de crescimento do Produto Interno Bruto foi atualizada para 2,2% ante uma expectativa de crescimento de 2,3%.

A atualização das projeções, divulgadas a cada quatro meses, faz parte de um trabalho em conjunto do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCE) e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). As entidades destacam que a situação fiscal do país pode ser um “limitante para o crescimento especialmente no curto prazo”. Em termos setoriais, houve redução das projeções da indústria, por conta do desempenho econômico e do desastre de Brumadinho, em Minas Gerais. Clique aqui para acessar a íntegra do documento.