Celesc reporta prejuízo de R$ 17,3 milhões no quarto trimestre de 2018

Companhia fechou o ano no azul em R$ 165 milhões, crescimento de 148,2% frente a 2017

A concessionária de energia de Santa Catarina Celesc reportou prejuízo de R$ 17,3 milhões no quarto trimestre de 2018, contra um resultado positivo de R$ 4,9 milhões em igual período em 2017. Apesar disso, a companhia fechou o ano no azul em R$ 165 milhões, crescimento de 148,2% frente a 2017.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebtida) de R$ 100 milhões no quarto trimestre representou um crescimento de 13,6% na comparação com o resultado de outubro a dezembro de 2017. O Ebitda acumulado de R$ 610 milhões em 2018 representou avanço de 16,7% frente a 2017.

A receita operacional líquida (ROL) de R$ 1,69 bilhão ficou 14% abaixo da verificada no quarto trimestre de 2017. No ano, porém, o valor de R$ 7,66 bilhões significou um avanço de 8,3% frente aos 12 meses de 2017.

Segundo comunicado da Celesc, a empresa entregou 24.449 GWh de energia elétrica em 2018, 2,7% a mais que em 2017. A alta do consumo no período foi puxada pelo desempenho da classe residencial (variação de 2,5% em relação aos doze meses do ano passado) e do suprimento a outras concessionárias (3,8% maior que em 2017).
milhões.

Os custos e despesas operacionais do Grupo somaram, no ano, R$7,2 bilhões, com variação positiva de 7,5% em relação ao ano de 2017 (R$6,8 bilhões). Tal desempenho se deve, principalmente, ao aumento dos custos não gerenciáveis (compra de energia, por exemplo), que somaram, no período, R$5,6 bilhões e sofreram aumento de 12,4% em relação ao registrado no ano anterior (R$ 5 bilhões). Em 2018, os custos com pessoal, materiais e serviços, sofreram redução de R$ 88,3 milhões em relação a 2017. No ano, a Celesc investiu R$ 487 milhões, 2,9% a mais que em 2017 (R$ 473,2 milhões).