MME enquadra projeto de transmissão da CPFL junto ao Reidi

Obras são relativas ao Lote 11 do último leilão de transmissão da Aneel. Projeto de reforço em instalações da Cteep e da CGH Santa Maria também foram aprovados

O Ministério de Minas e Energia enquadrou um projeto da CPFL Transmissão Sul II junto ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura. A obra da subsidiária da CPFL Geração de Energia refere-se ao Lote 11 do Leilão nº 04/2018 da Aneel e compreende a construção das linhas de transmissão Osório 3 – Gravataí 3, Porto Alegre 8 – Porto Alegre 1 e Porto Alegre 12 (Jardim Botânico) – Porto Alegre 1, e das subestações Porto Alegre 1, Vila Maria e Osório, além de trechos de linha e demais obras de conexão e adequação ao sistema. O cronograma de execução do projeto, que envolverá as cidades de Porto Alegre, Osório, Vila Maria e Gravataí, vai de março deste ano até o mesmo período de 2023, custando cerca de R$ 351,6 milhões, sem contar os impostos.

Nos mesmos moldes, o ministério acatou a solicitação da Cteep quanto ao projeto de Reforços em Instalações de Transmissão de Energia Elétrica, que prevê melhorias nas subestações Registro, como novos disjuntores e transformadores, além da desmontagem da LT Mongaguá – Pedro Taques. A obra acontece de fevereiro deste ano até dezembro de 2020 e irá angariar um investimento de R$ 16,7 milhões, sem levar em consideração a incidência de taxas.

Outro projeto aprovado junto ao Reidi foi da central de geração hidrelétrica Santa Maria, com uma turbina de 513 kW de potência em São Bonifácio, Santa Catarina. O empreendimento custará aproximadamente R$ 2,3 milhões, sem taxas, e tem prazo de cumprimento entre junho de 2018 a outubro deste ano.