Conselho Fiscal de Sinop aprova aumento de capital de até R$ 699 milhões

Proposta ainda precisa passar pela apreciação dos acionistas em assembleia geral extraordinária da companhia

O Conselho Fiscal da Companhia Energética de Sinop autorizou a realização de aumento de capital da empresa no valor de até R$ 699 milhões, por meio da subscrição particular de novas ações ordinárias. A decisão foi tomada no dia 24 de abril, porém a divulgação ocorreu na última segunda-feira, 6 de maio, segundo documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A proposta ainda precisa passar pela apreciação dos acionistas em assembleia geral extraordinária da companhia.

A hidrelétrica de Sinop (MT- 400 MW), no rio Teles Pires, tem como acionistas a EDF Norte Fluminense (51%), Eletronorte e Chesf, cada uma com 24,5% de participação em seu capital social.

Em janeiro, a empresa pediu postergação da entrada em operação comercial do empreendimento de janeiro de 2019 para 31 de maio de 2019. O atraso ocorreu em função da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso não ter concedido a Licença de Operação.

Em abril, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica negou pedido de repactuação do risco hidrológico da hidrelétrica Sinop a partir de 2019, com base em valores de prêmio de risco estabelecidos em resolução de 2017. A solicitação foi feita pela Companhia Energética Sinop, que teria de pagar de R$ 7,2 milhões a mais por ano, caso a Aneel utilizasse o valor atualizado em 2018. O prêmio é uma contrapartida oferecida ao consumidor pelo gerador, na transferência total ou parcial do risco da usina hidrelétrica.