Lucro da Eneva sobe 270% no trimestre e chega a R$ 129,8 milhões

Ebitda de R$ 312,4 milhões alcançado pela empresa entre janeiro e março mostra aumento de 6,4% no período

A Eneva teve lucro de R$ 129,8 milhões no primeiro trimestre do ano, conseguindo melhorar em 270% o resultado na comparação com o mesmo trimestre de 2018. De acordo com a empresa, o lucro é reflexo de rígida disciplina financeira, com foco na redução de custos e melhora operacional dos ativos. A receita líquida recuou 10,3%, ficando em R$ 611,4 milhões. O ebitda de R$ 321,4 milhões da Eneva mostra um crescimento de 6,4% no trimestre.

Para o presidente da geradora, Pedro Zinner, o resultado da companhia foi positivo, mesmo em um trimestre de menor despacho, reflexo de sólido resultado operacional. A geração a carvão foi um dos principais destaques do trimestre, com ebitda ajustado de R$ 125 milhões no período, crescimento de 16,8% comparado aos primeiros três meses de 2018. Houve ampliação das margens fixas, mas também da contínua melhoria das margens variáveis.

Os investimentos da Eneva totalizam R$ 89,7 milhões no primeiro trimestre, um aumento de 34,4% na comparação com os primeiros três meses de 2018, principalmente em função do início das obras da usina de Parnaíba V. As UTEs no Complexo Parnaíba geraram 234 GWh no primeiro trimestre de 2019, com despacho médio ponderado pela capacidade instalada de 8%, impactando diretamente a produção de gás natural, que foi de 0,05 bilhão de metros cúbicos no período. O volume é significativamente inferior ao patamar do primeiro trimestre do ano passado, quando o despacho médio foi de 28%.