Aneel aprova revisão do programa de universalização da Cepisa

Prazo final para atendimento à população rural ainda não atendida pela distribuidora passou de 2018 para 2022

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a revisão do plano de universalização da área rural da Companhia Energética do Piauí, com prorrogação para 2022 do prazo limite para atendimento a unidades consumidoras ainda sem energia elétrica. A distribuidora foi autorizada a enviar o resultado de um levantamento cadastral até 30 de junho de 2020, com uma nova proposta de revisão do plano.

A distribuidora executou, em média, 11.430 ligações de 2010 a 2017, das quais 328 foram com recursos próprios e 11.102 com recursos do programa Luz para Todos. O plano aprovado pela Aneel considera 26 municípios universalizados em um total de 224 municípios.

Até 2022, a distribuidora terá de realizar 25.160 ligações, sendo 4.7543 em 2019; 6.543 em 2020; 6.761 em 2021 e 7.103 no último ano do plano de universalização. A Cepisa foi arrematada pela Equatorial Energia, em leilão realizado em 26 de julho de 2018. Segundo a Equatorial, a universalização da empresa será antecipada em dois anos, uma vez que a data anterior estabelecia 2024 como ano limite para a conclusão do processo.