Equatorial vê lucro líquido quase triplicar no primeiro trimestre

Valor chegou a R$ 212,7 milhões, 229,5% superior ao ano anterior. Investimentos no período saltaram 153%, atingindo R$ 934 milhões, sendo mais da metade para projetos de transmissão

O Grupo Equatorial Energia fechou o primeiro trimestre do ano com lucro líquido de R$ 212,7 milhões, valor 229,5%  superior aos R$ 82,6 milhões embolsados no mesmo período de 2018. A companhia divulgou seus resultados financeiros nesta quarta-feira, 15 de maio, no qual a receita operacional líquida aparece em R$ 3,3 bilhões, 39,7% a mais que no ano anterior. Já o Ebitda ajustado cresceu 86,6%, chegando a R$ 604 milhões. Os investimentos da empresa saltaram na taxa de 153%, atingindo R$ 934 milhões ante R$ 369 milhões de 2018, resultado impactado pelos desembolsos nos projetos de transmissão, que totalizaram R$ 600 milhões no período.

Por sua vez, a dívida líquida também apresentou aumento, atingindo 8,6 bilhões numa variação de 173,2% na comparação com o ano passado. Quanto a adesão ao Programa de Demissão Voluntária, na Cepisa 603 colaboradores aderiram ao programa, uma redução de 30% em relação ao efetivo inicial de 2.011 pessoas. Na Equatorial Alagoas foram 460 adesões, representando 32% do quadro original de 1.416 colaboradores.

O volume total de energia distribuída da empresa atingiu 4.294 GWh, com queda consolidada de 1,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Este resultado foi positivamente influenciado pelos crescimentos de 1,6% e 1,1% em Cemar e Cepisa no período, enquanto que a Celpa registrou queda de 4,2% no volume faturado, ainda que apresentasse crescimento de 0,8% na energia injetada do trimestre.