Taesa capta mais de R$ 1 bilhão com emissão de debêntures

Segunda série captou R$ 210 milhões e tem vencimento em 25 anos e é considerada debênture verde

A Taesa concluiu a captação de R$ 1,060 bilhão através da emissão de debêntures simples, em duas séries, sendo a primeira da espécie quirografária e a segunda da espécie com garantia real. A emissão foi coordenada pelo Banco Santander, atuando como coordenador líder, Banco ABC Brasil e BB-Banco de Investimento.

A primeira série captou R$ 850 milhões, que serão usados para reforço de caixa para aplicação no curso ordinário dos negócios da companhia. O vencimento é em sete anos, em 15 de maio de 2026. A remuneração é equivalente a 108% do CDI ao ano. A amortização será feita em parcela única.

Já a segunda série captou R$ 210 milhões. O vencimento será em 25 ano, em 15 de maio de 2044. A remuneração será baseada no IPCA mais 5,50% ao ano. A amortização será feita em 43 parcelas semestrais, sendo a primeira em 15 de maio de 2023. Os recursos captados serão usados nos projetos Mariana, Miracema e Sant’Ana. Essas debêntures serão consideradas verdes por sua contribuição na transmissão de energia renovável.