Eletrobras decide não fazer aumento de capital em Eletroacre e Roraima Energia

Empresa tinha 180 dias para decidir se aumentava participação em até 30% do capital social

O conselho de administração da Eletrobras decidiu não exercer a opção de aumento de capital nas distribuidoras Eletroacre e Roraima Energia (ex-Boa Vista Energia), que estava prevista no processo de privatização das distribuidoras, segundo comunicada da Eletrobras publicado na noite da última quarta-feira, 29 de maio. A estatal poderia aumentar sua participação em até 30% do capital social das ex-controladas no prazo de 180 dias a partir da troca de controle acionário. A Eletroacre, atualmente, é controlada pela Energisa e a Roraima Energia pelo consórcio Oliveira Energia/Atem.