Light considera oferta pública de ações

Meta é a de reduzir o endividamento da empresa com os recursos que poderão ser captados nessa operação

A Light informou que considera a possibilidade de realização de uma oferta pública primária de ações no Brasil e no exterior para investidores institucionais qualificados nos Estados Unidos e para investidores que sejam considerados não residentes ou domiciliados naquele país. Em fato relevante publicado na Comissão de Valores Mobiliários a empresa afirmou que poderá contar ainda com uma parcela secundária de acionistas da companhia. Os recursos captados com eventual oferta, continuou a Light, serão destinados principalmente à redução de seu endividamento.