Renova e AES Tietê seguem negociações sobre Alto Sertão III após decisão da Aneel

Empresas afirmam que revogação de eólicas atinge apenas a Fase B, e acordo prossegue para Fase A e projetos

A Renova Energia e a AES Tietê divulgaram comunicados na noite desta terça-feira, 04 de junho, afirmando que as negociações sobre a venda do complexo eólico Alto Sertão III seguem apesar da decisão da Aneel de revogar as autorizações de implantação de 20 parques eólicos do empreendimento. As empresas explicaram que esses projetos referem-se a fase B e não atingem a fase A do projeto.

Por isso, as empresas afirmaram que as negociações prosseguem para a fase A e para os projetos do pipeline da Renova Energia. A AES Tietê explicou que está reavaliando o interesse de aquisição da fase B, contudo, para as partes não afetadas continua o curso normal do cronograma de conclusão da operação.

A Renova lembrou que a fase A do complexo, conta com capacidade instalada de 438 MW e sua alienação está avaliada em R$ 350 milhões. Já a fase B, dos parques revogados, conta com 305 MW a serem instalados e a venda avaliada em R$ 90 milhões. O negócio prevê ainda a opção de compra de até 1,1 GW de projetos eólicos em desenvolvimento, por até R$ 76 milhões.

A Renova Energia afirmou ainda que a operação está sujeita a um eventual acréscimo de valor sob a forma de earn-out, caso o desempenho dos ventos da fase A exceda a referência assumida na negociação. Com a decisão da Aneel, a empresa pode ser suspensa temporariamente de participar dos leilões em decorrência da abertura de processo administrativo para a instrução da penalidade de suspensão.