CMSE aprova medidas adicionais de segurança durante a Copa América

Estão previstas ações de coordenação e controle durante o evento, que acontece de 14 de junho a 7 de julho

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico aprovou a adoção de medidas adicionais de segurança para a operação do Sistema Interligado Nacional durante a Copa América de Futebol. O evento será realizado no Brasil de 14 de junho a 7 de julho, com jogos marcados para as cidades de Belo Horizonte (Estádio do Mineirão), Porto Alegre (Arena do Grêmio), Rio de Janeiro (Estádio do Maracanã), Salvador (Arena Fonte Nova) e São Paulo (Arena Corinthians e Morumbi).

As ações, segundo nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia após a reunião mensal do CMSE nesta quarta-feira (05), incluem procedimentos adicionais de coordenação e controle da operação, com normas específicas e um plano de comunicação para o caso de eventuais ocorrências queda de energia, restrição de intervenções programadas na rede e segurança adicional em nível sistêmico e regional, na geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Segundo o MME, serão divulgados boletim informativos duas horas após os jogos do Brasil, da disputa do terceiro lugar e da final da competição.

Condições de operação

Durante a reunião do CMSE também fora avaliadas as condições de operação do SIN no mês de maio, quando foram registradas vazões próximas da média e acima da média histórica em todos os subsistemas, à exceção do Nordeste. Os armazenamentos equivalentes dos reservatórios ficaram em 47,2% no Sudeste/Centro-Oeste; em 73,0% no Sul; em 57,8% no Nordeste e em 73,6% no Norte do país.

Para os próximos sete dias não há previsão de chuvas significativas e a expectativa é de ao final do mês os níveis de armazenamento atinjam 49,2% (SE/CO), 93,6% (Sul), 56,1% (NE) e 74,8% (Norte).