CTG Brasil conclui modernização da UHE Capivara

Projeto orçado em R$ 150 milhões confere 24 MW a mais para a maior hidrelétrica do rio Paranapanema, que poderá chegar a 643 MW de potência

A CTG Brasil acaba de concluir o processo de modernização e repotenciação da usina Capivara, maior hidrelétrica do rio Paranapanema. Com o ganho de 24 MW de potência, a capacidade instalada da usina deve alcançar 643 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade de cerca de 1,2 milhão de habitantes. A companhia ainda informou que aguarda a homologação da Aneel para os últimos 8 MW da repotenciação.

O projeto foi iniciado em 2016 e envolveu a modernização das quatro unidades geradoras e a repotenciação das unidades 1, 2 e 4. Além de mais energia, a iniciativa confere maior eficiência e confiabilidade para a UHE além de outras vantagens, como a instalação de equipamentos com tecnologia de ponta nos diversos sistemas de monitoração e controle das unidades geradoras. Outro ganho é que os novos hidrogeradores possuem rendimento nominal de 92%, contra 85% das antigas, o que permitiu o aumento de 15,6 MW de energia disponível para venda, assim como a produção de mais energia com menos água passando pelas turbinas.

A obra, orçada em R$ 150 milhões, foi concluída com 30 dias de antecedência em relação ao planejamento inicial, e contou com o envolvimento de cerca de 130 profissionais da CTG Brasil e da Voith, empresa parceira no projeto de modernização. Para o gerente de Operação e Manutenção da hidrelétrica, Alexander Dáquila, “a modernização representa um marco para o sistema elétrico brasileiro, já que a usina, que tem 42 anos e é uma das mais importantes da região, passa a operar com mais capacidade e com tecnologia avançada”.

Já Renato Castilho, gerente de Engenharia de Manutenção da CTG Brasil, lembra que a usina foi pioneira no projeto de repotenciação no Brasil. “Também foi uma das pioneiras na utilização do processo regulatório que permite o aumento da energia disponível para a venda com maior rendimento das turbinas”, comentou.

Outros projetos somam R$ 3 bilhões

Além da UHE Capivara, a companhia está modernizando as usinas Jupiá e Ilha Solteira, no rio Paraná, num projeto definido em R$ 3 bilhões e que levará até dez anos para ser concluído. A obra envolve a modernização de 34 unidades geradoras e a implantação de um centro de operação integrada, utilizando o que existe de mais atual na tecnologia de operação de hidrelétricas.

Inaugurada em março de 1977, a usina de Capivara é operada desde 2016 pela CTG Brasil, que detém a concessão até 2029. Importante para o lazer e a economia na região, o reservatório banha nove cidades paulistas e 12 paranaenses.