Consumidores de Nova Friburgo terão 9,21% de aumento de tarifa

Reajuste anual da distribuidora entrará em vigor no próximo dia 22

O reajuste tarifário anual da Energisa Nova Friburgo vai levar a um aumento médio para o consumidor de 9,26%, com efeito médio a ser percebido de 9,21% na tarifa de baixa tensão e de 9,48% na de alta tensão. Os novos valores serão aplicados a partir de 22 de junho.

Componentes financeiros resultantes da variação de custos de itens como compra de energia e encargos setoriais tiveram a maior participação na tarifa da distribuidora, com 6,79% do índice de reajuste. Os encargos setoriais sofreram redução de 1,25%,  mas as despesas com compra de energia ficaram 3,70% maiores, em consequência da atualização da tarifa da Enel Rio, que é supridora da Energisa.

Segundo a Aneel, as perdas da Enel Rio tiveram impacto significativo na tarifa de suprimento da ENF. Com o reajuste aprovado nesta terça-feira, 18 de junho, as tarifas residenciais da distribuidora passarão de R$ 595,67/MWh para R$ 649,89/MWh, e a empresa passa da 11ª posição para a sétima posição no ranking das tarifas mais caras do país. A Energisa atende cerca de 109 mil unidades consumidoras no município de Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro.