Brasil registra 500 novas empresas de GD por mês

Segundo levantamento do Portal Solar, 41,2% das empresas que atuam em GD solar trabalham com a fonte a menos de um ano

Um levantamento feito pelo Portal Solar identificou que o segmento vê o surgimento de cerca de 500 novas empresas por mês no Brasil. Com isso, a perspectiva é que somente em um ano sejam seis mil novas companhias entrantes no mercado fotovoltaico nacional. Outro dado obtido foi o de que somente nos últimos 12 meses, as empresas de engenharia e instalação que atuam no segmento de geração distribuída geraram aproximadamente oito mil empregos.

Ao total, as estimativas do setor dão conta de que as companhias que atuam neste segmento empregam atualmente 20 mil profissionais, com investimentos acumulados que ultrapassam R$ 4 bilhões em usinas de autogeração de energia em residências, comércios e indústrias. O Brasil já reportou a existência de mais de 80 mil sistemas fotovoltaicos instalados em telhados e pequenos terrenos, num total de 827 MW de potência instalada.

Em pesquisa realizada no primeiro semestre deste ano com mais de 1,5 mil empresas, o Portal Solar constatou que 41,2% das companhias trabalham com energia solar fotovoltaica a menos de um ano, 27,1% de um a dois anos, 19,5% de dois a três anos, e apenas 12,3% atuam mais de quatro anos. Outro dado é que 6% ultrapassaram a marca de 50 sistemas instalados, 57,9% instalaram de 10 a 50 sistemas e 36,4% ainda não completaram três instalações.

“Trata-se do nascimento de um segmento que, em questão de dois anos, será o maior dentro do setor elétrico”, aposta o CEO do Portal Solar, Rodolfo Meyer.