Performance das elétricas é destaque na B3 em 2019, aponta XP

Índice de Energia Elétrica acumula alta de 31% ante 14% para o Ibovespa

A performance das ações das empresas de energia elétrica na bolsa de valores de São Paulo (B3) continua a ser uma das melhores do ano, informou a XP Investimentos. O Índice de Energia Elétrica (IEE) acumula alta de 31% ante 14% para o Ibovespa.

Na visão da XP, o desempenho é explicado pelo fechamento de 2 pontos percentuais na curva futura de juros devido ao otimismo com a agenda reformista do governo; há uma agenda positiva para as empresas estatais, seja devido a melhora na gestão, seja pela expectativa de eventuais privatizações. Além desses dois fatores, destacam-se iniciativas recentes de crescimento, como as aquisições da rede de gasodutos TAG pela Engie, a incorporação das distribuidoras Ceal e Cepisa pela Equatorial e as extensas aquisições realizadas pela Omega Energia.

“Após tamanha performance, é de se imaginar que o setor como um todo já andou, e que não há mais oportunidades de ganho. Nós discordamos, e continuamos otimistas, embora seletividade em escolher os veículos certos importe mais do que antes”, diz o relatório da XP divulgado nesta quinta-feira, 18 de julho.

Destaque para o potencial de ganho acima de dois dígitos para as empresas EDP, AES Tietê, Copel e Omega. A XP mantém a recomendação de compra para essas empresas, incluindo Equatorial Energia.