Aneel mantém multa de R$ 320 mil à Chesf

Linha e subestação entraram em operação comercial em 3 de outubro de 2017, com 1.340 dias de atraso em relação à previsão contratual

A diretoria da Aneel negou recurso da Chesf e manteve a aplicação da multa de R$ 320,5 mil por descumprimento do cronograma de implantação de instalações de transmissão compostas pela linha Touros – Ceará Mirim II e pela subestação Touros. O projeto foi arrematado em leilão de 2012.

As duas instalações entraram em operação comercial em 3 de outubro de 2017, com 1.340 dias de atraso em relação à previsão contratual de 1º de fevereiro de 2014. A Chesf solicitou o abatimento de 240 dias, atribuídos pela empresa ao atraso no processo de licenciamento pelo órgão ambiental. O argumento não foi aceito pela agência reguladora.