Petrobras inicia fase vinculante da operação de venda de térmicas no AM

Empresa vai negociar os 93,7% de participação que possui na Breitener Energética, com duas usinas de 315 MW

A Petróleo iniciou a fase vinculante referente à venda da totalidade da sua participação acionária de 93,7% na Breitener Energética. Localizada No Amazonas, a empresa possui duas termelétricas em Manaus, totalizando 315 MW de capacidade instalada. As usinas – UTE Breitener Tambaqui e UTE Breitener Jaraqui – possuem capacidade contratada de 120 MW até 2025 com a Amazonas Energia, distribuidora de energia do estado, por meio de contrato exclusivo de compra e venda de energia.

De acordo com comunicado divulgado ao mercado nesta sexta-feira, 16 de agosto, os habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes. No final do mês de junho deste ano, a companhia havia anunciado publicamente o início da fase não vinculante da operação.

O anúncio da operação, segundo a petroleira, “está em consonância com a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras, que atende ao regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais, previsto no Decreto 9.188/2017”. Ainda segundo o comunicado, o negócio está alinhado à otimização do portfólio da companhia e à melhoria da sua e alocação de capital, que tem como objetivo a geração de valor para os acionistas da empresa.