Albuquerque descarta golden share na proposta de capitalização da Eletrobras

Decisão vai depender do Congresso, disse o ministro nesta quinta-feira, 22

O governo não pretende incluir a Golden share na proposta de capitalização para a perda de controle de Eletrobras, e pode deixar essa decisão para o Legislativo. “Isso vai depender do Congresso Nacional”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, nesta quinta-feira, 22 de agosto. A manutenção pela União de uma classe especial de ação que daria ao governo poder de veto em decisões estratégicas da empresa estava na proposta inicial, elaborada no governo Temer.

O governo ainda vai decidir se aproveita projeto de lei que já tramita na Câmara ou envia um novo projeto de inclusão da estatal no Programa Nacional de Desestatização. O processo de venda do controle da Eletrobras, que inclui a modelagem, depende de autorização legislativa.

“São vários passos”, lembrou o ministro, que participou na quarta-feira, 21, de reunião no Ministério da Economia com o ministro Paulo Guedes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e líderes partidários. Albuquerque apresentou, na ocasião, os estudos de capitalização da Eletrobras, e uma nova reunião para tratar do assunto será agendada por Maia.