PMO: previsão de vazões no Sul recua a 29% da média histórica

Previsão da última revisão semanal do PMO é de que a carga de energia apresente queda de 0,7% na comparação com agosto do ano passado

A última revisão semanal do Programa Mensal de Operação para o mês agosto trouxe uma leve alteração na previsão de vazões no maior submercado do país, o Sudeste/Centro-Oeste. A nova estimativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico é de que a energia natural afluente fique em 79% da MLT, nível 2 pontos porcentuais abaixo da previsão da semana passada. No Nordeste e no Norte as projeções permaneceram as mesmas, em 47% e 78% da média de longo termo, respectivamente. No Sul está a maior queda, passou de 37% para apenas 29% da média histórica.
A previsão de carga ainda está no campo negativo, a previsão é de queda de 0,7% ante o mesmo período do ano passado. Esse é o mesmo índice apontado para o SE/CO, há perspectiva de crescimento no Norte de 4,5% e de 0,6% no Sul, enquanto no NE a previsão é de queda de 4,8%.
O ONS projeta que o nível de armazenamento nos reservatórios do SE/CO deverão fechar o mês de agosto em 39,3%, no Sul em 53,7%, no NE em 48,4% e no Norte está o volume mais elevado, com 63,4%.
O CMO médio apresentou um aumento leve no SE/CO e no Sul que estão em R$ 238,27/MWh, resultado do patamar pesado em R$ 242,37/MWh o médio em R$ 241,95/MWh e o leve em R$ 233,37/MWh. No Norte passou a R$ 194,38/MWh e no NE em R$ 190,87/MWh. A diferença entre esses dois submercados está na carga leve que ficou estabelecida em R$ 186,51/MWH no NE. Nos demais está em R$ 194,38/MWh, assim como em todos os patamares da região Norte.
A previsão de despacho térmico para a semana operativa que se inicia neste sábado, 24 de agosto, é de 9.844 MW médios. O maior volume está classificado por inflexibilidade com 5.085 MW médios, por ordem de mérito em 4.507 MW médios e há ainda outros 251 MW médios por restrição elétrica.
Em termos de meteorologia, o ONS relatou que na semana do dia 17 de agosto ocorreu chuvisco e chuva fraca em pontos isolados das bacias dos rios Uruguai e Iguaçu. E a previsão para essa semana é de ocorrer chuva fraca na bacia do rio Jacuí e em pontos isolados do Uruguai e do Iguaçu.