Taesa pretende captar R$ 450 milhões em debêntures verdes

Recursos da sétima emissão da companhia serão utilizados para financiar execução dos projetos de transmissão Paraguaçu, Sant’ana e Aimorés

A transmissora de energia elétrica Taesa prepara sua sétima emissão de debêntures simples visando captar R$ 450 milhões no mercado financeiro, informou a empresa em comunicado ao mercado e acionistas nesta quarta-feira, 28 de agosto. A emissão tem data marcada para 15 de setembro deste ano e os recursos serão direcionados para financiar parte dos projetos de transmissão Paraguaçu, Sant’ana e Aimorés.

Segundo o documento, a empresa protocolou sua intenção perante a Comissão de Valores Imobiliários (CVM) sob a garantia firme de 450 mil debêntures iniciais, não conversíveis em ações, com valor unitário de R$ 1.000 e caracterizadas como Debêntures Verdes, emitidas pela consultoria especializada SITAWI Finanças do Bem, a partir de diretrizes do Green Bond Principles de junho de 2018.

Os recursos captados com a operação serão utilizados em três empreendimentos em fase de construção. Angariando cerca de 40% desse valor, Paraguaçu refere-se ao lote 3 do leilão de transmissão nº013/2015, através de uma linha de transmissão de 338 km e 500kV entre Minas Gerais e Bahia, e que irá conectar a subestação Poções III à SE Padre Paraíso 2. No Rio Grande do Sul, o projeto de Sant’Ana conta com aproximadamente 591 Km em linhas e seis subestações, sendo três próprias e outras três acessadas pela Taesa. Já a obra de Aimorés, que acontece em Minas Gerais, prevê 208 km de LTs e duas subestações.