Desarme em subestação corta 301 MW de carga da Enel Rio na Região dos Lagos

Ocorrência na SE Rocha Leão foi causada por incêndio em disjuntor da LT e também provocou desligamento da UHE Simplício, com rejeição de 52 MW. Energia foi totalmente restabelecida em duas horas e 43 minutos

Às 18:30 horas da última terça-feira, 17 de setembro, um desligamento automático na subestação Rocha Leão, no Rio de Janeiro, provocou o corte de 301 MW de cargas da Enel Distribuição Rio na Região dos Lagos e o desarme da Usina Hidrelétrica Simplício, conectada radialmente a SE. As ocorrências foram identificadas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), através do seu boletim diário da operação.

As informações recebidas das equipes de manutenção da distribuidora dão conta de que um incêndio no disjuntor de 69 kV da linha de transmissão Rocha Leão-Macaé foi a causa para as perturbações ao sistema, que demorou duas horas e 43 minutos para ser restabelecido de forma integral. Já a primeira turbina da UHE Simplício, empreendimento operado por Furnas em Minas Gerais, foi religada na madrugada do dia seguinte, cerca de oito horas após seu desarme.

Em nota, a Enel Distribuição Rio informou que a ocorrência afetou os municípios de Araruama, Saquarema, Silva Jardim, Iguaba, São Pedro D`Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Búzios, Rio das Ostras, Macaé, Quissamã, Carapebus e parte de Casimiro de Abreu. Segundo o texto, cerca de 70% dos clientes tiveram o serviço normalizado em até 30 minutos após a interrupção, com o restante das cargas sendo recompostas até às 21:20 horas.