BNDES aprova financiamento de R$ 1,76 bilhão para linha de transmissão no RS

Recurso será repassado para a Chimarrão Transmissora de Energia S.A., SPE responsável por implantar e operar o projeto

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 1,76 bilhão para a construção de uma linha de transmissão de cerca de 1.200 quilômetros de extensão no Rio Grande do Sul.

O recurso será repassado para a Chimarrão Transmissora de Energia S.A., Sociedade de Propósitos Específicos (SPE) responsável pela implantação e operação do projeto. A SPE é formada pela Cymi Construções e Participações, integrante do grupo espanhol ACS, e o fundo de investimentos em participações Brasil Energia, integrante do grupo canadense Brookfield.

O empreendimento, leiloado em dezembro do ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), exigirá um investimento total de R$ 2,24 bilhões para ser viabilizado. De acordo com o BNDES, a linha de transmissão irá escoar 6.475 MW gerados principalmente por parques eólicos instalados no Rio Grande do Sul.

Esse montante de energia, de acordo com o banco, tem potencial para abastecer aproximadamente 12 milhões de famílias. A previsão é que sejam gerados cerca de 9.450 empregos diretos e indiretos durante as obras e 175 após a conclusão, prevista para o primeiro semestre de 2022.