RGE aplicará R$ 12,4 milhões em ampliação de SE até o fim do ano

Distribuidora concluiu aumento de 80% da capacidade da SE Venâncio Aires 2, no Vale do Sinos, e irá construir três novos alimentadores até dezembro

A RGE concluiu uma importante obra na subestação Venâncio Aires 2, no Vale do Rio Pardo, elevando em 80% a capacidade de fornecimento de energia para 32 mil clientes rurais e urbanos dos municípios de Venâncio Aires e Mato Leitão. A iniciativa consistiu na instalação de um novo transformador, além de substituição de outros equipamentos mais antigos por componentes novos, modernos e tecnológicos.

Ao todo, a distribuidora da CPFL Energia aplicou R$ 7,4 milhões no projeto, que prevê numa segunda etapa a construção de três novos alimentadores, que irão levar energia de média da subestação até a baixa tensão, chegando às residências dos clientes. A implementação dessas novas redes seguirá até dezembro deste ano, conforme planejamento de obras da empresa, e tem investimento estimado em R$ 5 milhões, totalizando R$ 12,4 milhões aplicados neste empreendimento.

Além do aumento da capacidade instalada, a expansão da SE e os novos alimentadores irão reforçar todo sistema elétrico da região, garantindo maior robustez em manobras de transferência de carga em caso de contingências. Para o Gerente de Engenharia da RGE, Roberto Pressi, a obra de modernização é estruturante, servindo para melhorar ainda mais os níveis de atendimento aos clientes da região. “Quando aumentamos a capacidade de fornecimento de energia a partir de uma subestação, estamos projetando um cenário futuro com possibilidade de aumento da demanda e, com obras como essa, garantimos a qualidade no fornecimento de energia aos clientes”, ressalta Pressi.

Para o Consultor de Negócios da RGE, Cristiano Silva, a ampliação reafirma o compromisso da distribuidora com a qualidade do serviço prestado. “Venâncio Aires é uma cidade-polo da região e, a partir de agora, conta com um sistema de distribuição de energia mais robusto e fortalecida. Com essa obra ainda está sendo possível manter e aumentar a qualidade do fornecimento a Mato Leitão. Sem dúvida é um importante investimento para o setor elétrico da região”, afirma o Consultor.

Alinhada com o Planejamento Estratégico do Grupo CPFL Energia, a concessionária atende a 381 municípios gaúchos, tendo investido R$ 373,6 milhões em obras de ampliação, melhoria e modernização da rede nos seis primeiros meses deste ano. Os aportes permitiram que centenas de obras fossem executadas no período, como a substituição de 39 mil postes de madeira por concreto na área de concessão, a instalação de 127 novos religadores automáticos e construção ou melhoria de 364 Km de rede de média tensão.