D

Data de Operação Comercial (Commercial Operation Date (COD))

A data na qual o equipamento de uma “concessionária” é declarado em serviço. (EUA)

DEC Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (Equivalent Length of Interrupt

Intervalo de tempo em que ocorreu descontinuidade da distribuição de energia elétrica, em média, no período de observação, em cada unidade consumidora do conjunto considerado.

Defeito, Falha (Fault)

Um curto-circuito pode ser entre dois condutores (fase com fase) ou entre um condutor e uma superfície aterrada (fase com terra). (EUA)

Delta (Delta)

Mudança do preço teórico de uma opção com relação à alteração de uma unidade no preço do instrumento subjacente. Também chamada de taxa de hedging, porque o valor Delta representa a proporção de contratos de opção para com os contratos de instrumentos subjacentes necessários para estabelecer um hedging de opção neutra.

Demanda (1) (Demand)

Média das potências elétricas ativas ou reativas, solicitadas ao sistema elétrico pela parcela da carga instalada em operação na unidade consumidora, durante um intervalo de tempo especificado.

Demanda (2) (Demand)

A taxa à qual a energia elétrica ou o gás natural são entregues a um sistema, ou por ele, em um dado instante ou na média de um dado período, geralmente expresso em kilowatts ou megawatts (eletricidade), Mcfs ou MMBtus (gás natural). (EUA)

Demanda Assegurada (Assured Demand)

Demanda a ser obrigatória e continuamente colocada à disposição do consumidor classificado como “sazonal” ou “rural” por parte do concessionário, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência fixado no contrato.

Demanda Coincidente (Coincident Demand)

A soma de duas ou mais demandas que ocorrem no mesmo intervalo de tempo. (EUA)

Demanda Contratada (Contract Demand)

Demanda de potência ativa a ser obrigatória e continuamente disponibilizada pela concessionária, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência fixados no contrato de fornecimento e que deverá ser integralmente paga, seja ou não utilizada durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW).

Demanda Contratada Fora de Ponta (Off-Peak Contract Demand)

Valor da demanda contratada para o horário fora de ponta.

Demanda Contratada Ponta (On-Peak Contract Demand)

Valor da demanda contratada para o horário de ponta.

Demanda Contratual (Contract Demand)

Quantidade de serviço que um vendedor concorda em fornecer em uma base periódica (diariamente, mensalmente, anualmente). A demanda contratual é uma quantidade máxima. (EUA)

Demanda de Cobrança (Billing Demand)

A conta de demanda que um usuário efetivamente paga pela reserva de capacidade ou equipamentos usados, independentemente do consumo. A Demanda de Cobrança pode estar baseada em um máximo ou mínimo contratuais, ou em uma demanda prévia de ponta ou máximo e, portanto, não precisa coincidir necessariamente com a demanda efetivamente medida no período de cobrança. Também chamada de Catraca ou Cobrança de Demanda Catracada. (EUA)

Demanda de Ponta (Peak Demand)

A carga máxima durante um período especificado. (EUA)

Demanda de ultrapassagem (Excess Demand)

Parcela da demanda medida que excede o valor da demanda contratada, expressa em quilowatts (kW).

Demanda Faturável (Billable Demand)

Valor da demanda de potência ativa, identificado de acordo com os critérios estabelecidos e considerada para fins de faturamento, com aplicação da respectiva tarifa, expressa em quilowatts (kW).

Demanda Firme (Firm Demand)

A capacidade que se exige contratualmente que um fornecedor tenha (exceto durante emergências extremas). (EUA)

Demanda Instantânea MW (Instant Demand) (Instantaneous Demand)

Demanda requerida num determinado instante.

Demanda Integrada (Integrated Demand)

Média das demandas instantâneas em um intervalo de tempo.(EUA)

Demanda Interna Líquida (Net Internal Demand)

Saídas líquidas medidas de todos geradores em um sistema + Fluxos de linha medidos para dentro do sistema – Fluxos de linha medidos para fora do sistema – Gerenciamento de carga de controle direto – Demanda interrompível (EUA)

Demanda Interrompível Consumidor (Interruptible Demand (Customer))

A magnitude da demanda do consumidor que, de acordo com dispositivos contratuais, pode ser interrompida pelo controle direto do operador do sistema, por desligamento remoto, ou pela ação do consumidor a pedido diretamente do operador do sistema. (EUA)

Demanda Máxima (Maximum Demand)

A maior de todas demandas de carga ocorridas dentro de um período especificado. (EUA)

Demanda Máxima Fora de Ponta (Maximum Off-Peak Demand)

Maior valor de demanda verificado durante o horário fora de ponta.

Demanda Máxima Ponta (Average Demand)

Maior valor de demanda verificado durante o horário de ponta.

Demanda Média (1) (Average Demand)

Relação entre a quantidade de energia elétrica utilizada durante um período de tempo definido e esse mesmo período.

Demanda Média (2) (Average Demand)

A medida das cargas energéticas totais colocadas pelos usuários de um sistema, dividida pelo período em que foram incorridas as demandas. (EUA)

Demanda Medida (Metered Demand)

Maior demanda de potência ativa, verificada por medição, integralizada no intervalo de 15 (quinze) minutos durante o período de faturamento, expressa em quilowatts (kW).

Demanda Não Coincidente ou Carga de Ponta Não Coincidente (Non-coincident Demand (NCD) or Non-

Demanda de energia máxima de um consumidor durante algum período especificado. Consumidores que usam grandes quantidades de energia podem pagar uma taxa de demanda mensal baseada em sua demanda elétrica máxima em cada mês. Essa demanda máxima na indústria elétrica pode também ser chamada de Demanda Não Coincidente Mensal de um consumidor. (EUA)

Densidade de Consumidores (Customer Density)

Número de consumidores em uma dada unidade de área ou em um dado comprimento da linha de distribuição.

Depreciação (Depreciation)

(1)A perda de valor dos ativos, tais como prédios e linhas de transmissão, devido ao envelhecimento e desgaste. Dentre os fatores considerados determinantes para a depreciação estão o desgaste, a deterioração, ação do tempo, inadequação, obsolescência, mudanças tecnológicas, mudanças da demanda, requisitos de órgãos públicos e valor residual. A depreciação é cobrada dos clientes da “concessionária” como uma despesa anual.

(2) Redução no valor de itens do ativo fixo (fixed assets), por desgaste, efeito dos elementos, e obsolescência gradual. A depreciação contábil tem por fim distribuir de maneira sistemática o custo ou outro valor básico, menos o de salvados, se houver, do bem do ativo fixo durante sua vida útil estimada.(Michaelis)

Derivativo Composto (Compound derivative)

Dois exemplos de derivativos compostos são:
Swap” Dobrado ”
(Double-up “Swap) o swap de uma quantidade X a um preço com a opção de dobrar a quantidade. Poderia também ser um swap da quantidade X e a venda de uma opção de compra de outra quantidade de X unidades.
Opções de Nocaute
(Knock-out Options) é quando se vendem as opções, que passam a nada valer se o preçor porventura ultrapassar uma barreira. Recompra automática de opções após seu valor decair até um ponto mínimo.

Desagregação (Disaggregation)

A separação da estrutura tradicional da “concessionária” elétrica de um serviço totalmente misturado para um serviço “à la carte”. (Vide Desmembramento).(EUA)

Descida (Drawdown)

A distância que a superfície d’água de uma represa abaixa a partir de uma dada cota como resultado de verter água. A descida pode ser expressa em termos de Pés-Acres de água armazenada. Obs.: um acre = 4047 m2 e um pé = 0,3048 m.(EUA)

Desequilíbrio Elétrico (Imbalance, Electric)

Ocorre quando a programação de geração e intercâmbio não corresponde à demanda.(EUA)

Desligamento (Outage)

Períodos, tanto planejados quanto inesperados, em que as instalações do sistema energético (unidade geradora, linha de transmissão ou outras instalações) param de fornecer a geração, transmissão ou distribuição de energia. (EUA)

Desligamento de Manutenção (Maintenance Outage)

A remoção de serviço de uma unidade para trabalhar em componentes específicos, a qual pode ser adiada para além do encerramento do final de semana próximo, mas que exige uma redução de capacidade antes do próximo desligamento planejado. (EUA)

Desligamento de Reserva (Reserve Shutdown)

Estado no qual a unidade estava disponível para serviço, mas não eletricamente ligada com o sistema de transmissão, por motivos econômicos. (EUA)

Desligamento em Cascata (Cascading Outage)

Perda sucessiva (incontrolada) do sistema, resultante de um incidente local. Ocasiona um colapso geral do sistema.

Desligamento em Rodízio (Rotating Outage)

Durante uma emergência o operador do sistema faz rodízio sequencial de partes de seu sistema que estarão sem energia, de forma que a carga total do sistema permaneça abaixo de seu nível de carga máxima e nenhum consumidor fique sem energia durante toda a emergência.

Desligamento Planejado (Planned Outage)

A retirada de serviço de uma unidade para trabalhar em componentes específicos, planejada com bastante antecedência e com uma duração pré-determinada (p.ex. manutenção anual, inspeções, testes). (EUA)

Desligamento Programado (Scheduled Outage)

O desligamento de uma unidade geradora, linha de transmissão ou outra instalação para inspeção ou manutenção, de acordo com uma programação prévia. (EUA)

Deslocamento de Carga (Load-Shifting)

Programas de DSM (vide DSM) destinados a deslocar a carga de horários de ponta para fora da ponta. (EUA)

Desmembramento (Divestiture)

Separação empresarial da geração, transmissão e distribuição da “concessionária” tradicional, verticalmente integrada, como forma de eliminar sua concentração de poder de mercado. (EUA)

Desobrigação Contratual (Market-Out)

Previsão em um acordo de venda de energia que permite a uma ou ambas partes envolvidas exigir renegociação do preço de venda e/ou encerrar o contrato, caso o preço de venda contratual não mais refletir razoavelmente o mercado corrente.(EUA)

Despacho (Dispatch)

Seqüência na qual os recursos de geração são usados para gerar energia para equilibrar cargas flutuantes (Brasil)
A monitoração e regulação de um sistema elétrico, ou de gás natural, para conseguir operação coordenada. (EUA)

Despacho de Mérito (Merit Dispatch)

Vide Despacho Econômico. O processo de despachar unidades geradoras em ordem de custos marginais de produção crescentes. (EUA)

Despacho Econômico (Economic Dispatch)

O processo de determinação do nível de geração desejado para cada unidade geradora em um sistema, para atender a demanda do consumidor com o custo de produção mais baixo possível, dadas as restrições operacionais no sistema. (EUA)

Despesas de Combustível (Fuel Expenses)

Esses custos incluem o combustível usado na produção de vapor ou alguma outra força motriz para geração de eletricidade. Outras despesas associadas incluindo transporte e desembarque do combustível e todo o manuseio do combustível até o ponto em que entra no primeiro depósito, alimentador, caçamba, tanque ou suporte na estrutura da casa de caldeiras. (EUA)

Desvio de Corrente – ou Desvio de Energia (Current Diversion (or Energy Diversion))

Roubo de energia elétrica no qual a corrente é desviada para não passar pelo medidor. Mais genericamente, qualquer tipo de fraude para obter serviço não medido.

DIC Duração de Interrupção Individual por Unidade Consumidora (Individual Length of Interrupti

Intervalo de tempo que em ocorreu descontinuidade da distribuição de energia elétrica, no período de observação, em cada unidade consumidora.

Dióxido de Carbono (Carbon Dioxide (CO2))

Uma substância gasosa em condições normais, composta por um átomo de carbono e dois de oxigênio, produzida quando são queimados combustíveis fósseis, e considerada um grande contribuinte da “efeito estufa”. A combustão de gás natural emite apenas cerca de 50% menos de dióxido de carbono do que a combustão de carvão.

Disponibilidade (Availability)

Unidade de medida do tempo efetivo que uma unidade geradora ou linha de transmissão é capaz de estar em serviço, se exigido.

Disponibilidade de Combustível Alternativo (Alternative Fuel Capacity))

A disponibilidade local de equipamento para queimar mais de um combustível. (EUA)

Distribuição de Corrente Alternada (Alternating Current Distribution)

O suprimento de energia elétrica a partir de uma ou mais estações principais de recepção, até o ponto de utilização final. A energia é geralmente fornecida em uma tensão que pode ser diretamente utilizada por grandes máquinas rotativas, sendo usados transformadores abaixadores para reduzir a tensão para a maior parte da utilização comercial e residencial.

Distribuição de Gás (Distribution (Gas))

Tubulação, ligações de serviço e equipamentos que transportam ou controlam o fornecimento de gás natural do ponto de fornecimento local até os medidores, inclusive. Vide também SISTEMA DE GASODUTO.

Distribuição Elétrica (Distribution (Electrical))

O sistema de linhas, transformadores e chaves que interligam a rede de transmissão e a carga do consumidor. O transporte de eletricidade até os pontos de uso final como casas e escritórios. A parte de um sistema elétrico dedicada à entrega de energia elétrica para um usuário final a tensões relativamente baixas.

Dividir as Economias (Split-the-Savings)

Método de estabelecer preços em que o comprador e o vendedor concordam em dividir a diferença entre os custos do vendedor para produzir energia e o preço do comprador disponível para comprar energia. (EUA)

DMIC Duração Máxima de Interrupção Contínua por Unidade Consumidora (Maximum Length of Continu

Tempo máximo de interrupção contínua, da distribuição de energia elétrica, para uma unidade consumidora qualquer.

DSM (DSM – Demand-side management)

Gerenciamento do lado da demanda.(vide Recursos do Lado da Demanda)