Base de consumidores da Light cresce 1,8% no primeiro trimestre de 2016

Prévia mostra que tarifa média subiu 41,1% no período, chegando a R$ 729/MWh

A prévia operacional da Light (RJ) indica que no primeiro trimestre de 2016 o número de consumidores da distribuidora cresceu 1,8% na comparação com o mesmo período de 2015, chegando a 4,32 milhões. A tarifa média de fornecimento subiu 41,1%, ficando em R$ 729/ MWh. Sem impostos, a tarifa chega a R$ 500/MWh, valor 38,8% superior aos R$ 360/MWh do mesmo período do ano passado.

O consumo de energia ficou em 6.884 GWh no trimestre, caindo na comparação aos 7.422 GWh registrados no primeiro trimestre do ano passado. No mercado cativo, a prévia mostra que o consumo foi de 5.731 GWh e no mercado livre, de 1.153 GWh. Na qualidade operacional, houve melhora no período. Em março, o DEC teve um recuo de 10,4%, ficando em 11,82 horas. Já o FEC caiu 7,4%, indo a 6,20 vezes.

Na geração, a prévia mostra que houve uma queda de 1,9% na capacidade instalada de geração, com o montante de 971 MW. A venda  de energia no ACL registrou 1,17 GWh, número 21,9% maior que os 1,42 GWh verificados no primeiro trimestre do ano passado.