Dilma exonera ministros após votação do impechment no Senado

Marco Antonio Almeida, do ministério de Minas e Energia, é um dos que deixam o cargo

Após a decisão do Senado pelo afastamento da presidente por até 180 dias, Dilma Rousseff exonerou quase todos os seus ministros. As exonerações foram publicadas na edição desta quinta-feira, 12 de maio, do Diário Oficial da União. Na lista estão Marco Antônio Almeida, do ministério de Minas e Energia; Izabella Teixeira, do Meio Ambiente; Luiz Inácio Lula da Silva, da Casa Civil; Nelson Barbosa, da Fazenda; entre outros.

Na manhã desta quinta-feira, depois de mais de 20 horas de discussões, por 55 votos a 22, os senadores decidiram por abrir o processo de impechment contra a presidente Dilma Rousseff, que deverá ser comunicada oficialmente às 10h. Na parte da tarde, o vice-presidente, Michel Temer, assume a cadeira e já deverá indicar seus ministros. Ainda não há um nome certo para o MME, mas já foram cotados o senador Edison Lobão (PMDB-MA), que já ocupou a pasta, e o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).