Cteep trabalha para reconstruir torres de transmissão derrubadas pela chuva

Empresa está com 11 linhas de transmissão com estruturas danificadas no Estado de São Paulo por conta das tempestades

A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista já está trabalhando na reconstrução das torres de transmissão que foram danificadas pelas tempestades que atingiram a cidade de Sorocaba e municípios vizinhos no interior de São Paulo na tarde da última segunda-feira, 6 de junho. Em comunicado enviado a imprensa nesta terça-feira, 7, a empresa informa que o reparo será concluído até amanhã.
 
"A companhia mobilizou uma equipe para reconstrução das torres de transmissão danificadas na LT 440KV Embu-Guaçu-Oeste. Outra equipe de manutenção trabalha na LT 440kV Bauru-Oeste e o retorno da operação está previsto para quarta-feira (8)", disse.
 
A Cteep, em conjunto com a CPFL e o ONS, atuou de forma a restabelecer parte da carga por meio de linhas de subtransmissão disponíveis na região. Segundo o ONS, 90% do fornecimento de energia em Sorocaba já foi reestabelecido até a manhã de hoje, com recomposição de cerca de 350 MW da carga interrompida, atendendo a mais de 470 mil clientes na região.
 
A Cteep disse que tem envidado "todos os esforços para normalização da situação", no entanto o andamento das atividades depende das condições climáticas favoráveis. A empresa informou que hoje possui 11 linhas de transmissão com estruturas danificadas no estado de São Paulo e tem atuado com equipes de trabalho em todas elas para que voltem a condição normal de operação o mais breve possível.
 
A Cteep informou que desde o dia 1º de junho seu sistema de transmissão tem sido seriamente afetado pelos recentes efeitos climáticos com fortes ventos, chuvas e descargas atmosféricas, que ocasionaram queda de torres de transmissão em diferentes regiões do estado.
 
Eletropaulo – As chuvas fortes desta segunda-feira, 6 de junho, impactaram a área de concessão da AES Eletropaulo. De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), foram registrados ventos de 36 km/h, com rajadas próximas e superiores a 50 km/h. Os municípios mais atingidos foram Vargem Grande Paulista, Barueri e Osasco. Neste momento, cerca de 60 equipes atuam nesta região.
 
Em Barueri, dois postes foram deslocados de seu eixo e equipes da AES Eletropaulo trabalharam na madrugada para impedir que outras estruturas fossem danificadas. Para realizarem o serviço com segurança, o fornecimento de energia do trecho foi interrompido. As equipes da empresa estão no local para reconstruir o trecho de rede.
 
Vargem Grande Paulista registrou casos de ventos fortes. O telhado da Escola Francisca do Prado caiu sobre a rede, ficando suspenso sobre um poste. A área foi isolada pela Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros. A concessionária enviou equipes de construção para trocarem postes danificados e reconstruírem a rede elétrica. Os trabalhos nos dois municípios devem durar o dia inteiro.
 
Em São Paulo, segundo levantamento do Corpo de Bombeiros, ao menos 50 árvores caíram durante a tempestade. Uma delas caiu na rede elétrica da Rua Charles Spencer Chaplin, no Campo Limpo, equipes da AES Eletropaulo removeram a árvore da rede elétrica e deram início aos trabalhos de reconstrução do cabeamento que foi concluído às 10h13 desta terça-feira com o restabelecimento da energia.