Demissões do setor eletroeletrônico tem diminuição

Segundo Abinee, foram fechadas 144 vagas de trabalho em julho deste ano

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), as indústrias elétricas e eletrônicas fecharam 144 postos de trabalho no mês de julho de 2016. O resultado, a menor retração desde janeiro de 2015, indica uma diminuição no ritmo de demissões no setor eletroeletrônico, que chegou a eliminar 2,8 mil vagas apenas no mês de março. O desempenho de julho é a 18ª queda consecutiva no nível de emprego do setor, apurado com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

No acumulado de janeiro a julho, as indústrias elétricas e eletrônicas registraram o fechamento de 8,4 mil vagas. O total de empregados no setor eletroeletrônico atingiu 239,7 mil, nível semelhante ao registrado ao registrado em fevereiro de 2006 (238,3 mil). O presidente da Abinee, Humberto Barbato, acredita que o setor esteja encerrando o ciclo de demissões mais intensas. "Os números confirmam uma tendência importante nas expectativas das empresas, já observadas nas pesquisas anteriores. Esperamos que o próximo passo seja a retomada das contratações", afirma.