MME: Cpamp vai analisar mudanças em modelos de operação e cálculo do PLD

Aprimoramentos serão submetidos a consulta pública em outubro

A Comissão Permanente Para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico, em reunião realizada na última quinta-feira, 22 de setembro, definiu o calendário indicativo de alterações estruturais nos modelos computacionais de operação e de cálculo do Preço de Liquidação de Diferenças.

No que diz respeito à representação da aversão ao risco, a Cpamp decidiu que deverão ser adotados novos parâmetros do CVaR com aplicação para o planejamento da operação e formação de preços a partir de maio do de 2017. A Comissão vai propor ainda a unificação entre os critérios de planejamento e operação, igualando as funções de custos do déficit com a utilização de um único patamar a partir de janeiro de 2017. Esses aprimoramentos serão submetidos em consulta pública ainda no mês de outubro.

Para o próximo ano, o compromisso da Comissão é concluir os trabalhos sobre a implantação da Superfície de Aversão a Risco e a revisão da função do custo do déficit, com aplicação a partir de 2018. A divulgação desse calendário indicativo se alinha à abertura, prevista para a última semana deste mês, da consulta pública que discutirá a governança dos modelos computacionais, definindo as competências para alterações estruturais no âmbito da Cpamp e para alterações nos dados de entrada conforme regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica.

O material a ser submetido em consulta reforça o compromisso das instituições do setor participantes do Cpamp, como o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a Agência Nacional de Energia Elétrica, Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, a Empresa de Pesquisa Energética e Ministério de Minas e Energia de ampliar a transparência e o debate com a sociedade sobre os fundamentos da formação de preço da energia e da política operativa.