Wärtsila encerra 3º trimestre com € 1,13 bilhão em pedidos

De janeiro a setembro, pedidos aumentaram 2%. Revisão de expectativas para 2016 prevê recuo nas vendas de 5%

A Wärtsila terminou o terceiro trimestre com um aumento de 5% na carteira de pedidos, chegando a € 1,13 bilhão. Já as vendas líquidas registraram queda de 12%, ficando em € 1,07 bilhão. A empresa divulgou nesta terça-feira, 25 de outubro, seus resultados do trimestre. O lucro por ação ficou em € 0,43 e o resultado operacional comparável chegou a € 123 milhões de euros, ou 11,4% das vendas líquidas. De janeiro a setembro, a entrada de pedidos aumentou 2% e as vendas líquidas diminuíram 6%, ficando em € 3,242 bilhões.

A empresa revisou as suas previsões para o ano de 2016 e agora ela espera que as suas vendas líquidas caiam em torno de 5% e a sua rentabilidade fique em 12%. Anteriormente a expectativa era de que as vendas crescessem até 5% e a rentabilidade ficasse entre 12,5% e 13%. De acordo com o CEO da empresa, Jaako Eskola, o trimestre foi desenvolvido em grande parte segundo as expectativas da empresa. Segundo ele, a Wärtsila continua com foco no aumento da eficiência e da flexibilidade. A concentração de entregas para o fim do ano resultou em vendas mais baixas, que acabaram por sobrecarregar o resultado operacional.

Ainda de acordo com o executivo, a empresa permanece confiante no longo prazo. No mercado de equipamentos, a demanda na área naval foi fraca, o que reflete os desafios trazidos por capacidades ociosas e baixos rendimentos. Na área de geração de energia, Eskola tem percebido um sentimento de melhora, que tem contribuído para o crescimento das encomendas no geral. Ele nota que a área de negócios de soluções em energia continua com um sódio pipeline de projetos.