Leilão da Celg-D é marcado para dia 30 de novembro

Essa é a primeira empresa a ser negociada no âmbito do plano nacional de desestatização

O governo federal publicou na edição desta sexta-feira, 28 de outubro, do Diário Oficial da União, o edital de leilão da Celg-D, o primeiro no Plano Nacional de Desestatização. O valor final de venda da empresa será de no mínimo R$ 1.790.726.493,82. O leilão ocorrerá no dia 30 de novembro às 9 horas na sede da BM&FBovespa, em São Paulo por meio da abertura das propostas entregues. A homologação do resultado da venda se dará em 29 de dezembro e a assinatura do contrato de compra e venda de ações está previsto para acontecer em 30 de janeiro de 2017.

O contrato de concessão da Celg foi renovado em dezembro do ano passado e sua validade é até 2045. Estarão na disputa 92,8393% do capital total votante da empresa equivalente a 142.933.812 ações sendo o preço mínimo de cada ação R$ 11,95. Está prevista oferta aos empregados e aposentados de 10% da participação acionária detida pela Eletrobras na concessionária, nesse caso o valor por ação será de R$ 10,76. Na parcela que cabe aos empregados o processo de venda das ações termina apenas em 9 de março de 2017, já contando com o rateio de eventuais sobras. As garantias de cumprimento das condições do edital correspondem a 1% do valor mínimo de venda da concessionária que é de R$ 1.708.131.367,30.