Renova destituiu diretor de meio ambiente e sustentabilidade

Empresa argumenta que decisão faz parte do processo de adequação da sua estrutura

A Renova Energia informou nesta terça-feira, 10 de janeiro, por meio de um breve comunicado, que destituiu o diretor de meio ambiente e sustentabilidade da empresa, Ney Maron de Freitas. A decisão foi deliberada pelo conselho de administração da geradora. Não houve substituição nessa função, o que indica que o cargo foi extinto. A empresa, que enfrenta dificuldades financeiras, argumentou que essa medida “faz parte do processo de adequação da estrutura corporativa da Companhia (…)”.