Gás para Crescer avança com definição das entidades coordenadoras

Programa tem como objetivo propor medidas que garantam a transição gradual e segura para o funcionamento do setor de gás natural no Brasil

Foram instalados nesta semana os subcomitês temáticos que compõem o Comitê Técnico para o Desenvolvimento da Indústria do Gás Natural (CT-GN), quando foram definidos os coordenadores e relatores de cada um dos grupos. O CT-CN foi instituído na 33ª reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), no âmbito do conjunto de medidas da iniciativa Gás Para Crescer.

A seleção dos coordenadores e relatores foi feita durantes as reuniões dos subcomitês, assegurando representatividade dos diversos segmentos da indústria do gás natural. De 6 a 10 de fevereiro, foram realizadas 8 reuniões, com os seguintes temas: escoamento, processamento e regaseificação de GNL, transporte e estocagem, distribuição, comercialização, aperfeiçoamento da estrutura tributária do setor de gás natural, gás natural matéria prima, aproveitamento do gás natural da União e integração entre os setores de gás natural e energia elétrica.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o objetivo do CT-GN e dos seus subcomitês é propor medidas que garantam a transição gradual e segura para a manutenção do adequado funcionamento do setor de gás natural no Brasil, além de avaliar a possibilidade de aceleração da transição. O próximo passo será a apresentação, pelos subcomitês, de um plano de trabalho. Posteriormente, serão inter-relacionados os temas e atividades dos subcomitês.

O Comitê Técnico do Gás para Crescer é coordenado pelo MME e composto por representantes de órgãos, entidades, associações e agentes públicos ou privados, bem como por representantes da sociedade civil e da universidade brasileira, especialistas em matéria de gás natural. Para ver como ficou a distribuição dos relatores e coordenadores, clique aqui.