Revisão da CPFL Jaguari terá impacto médio de 13,23% nas tarifas

Efeito será de 11,42% na alta tensão e de 17,12% na baixa tensão

A CPFL Jaguari foi autorizada a aplicar aumento médio de 13,23% às tarifas, com impacto médio de 11,42% para o consumidor em alta tensão e de 17,12% para aqueles atendidos em baixa tensão. Os índices são resultantes da quarta revisão tarifária da distribuidora e entram em vigor nesta terça-feira, 22 de março. A Aneel também homologou os limites dos indicadores que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia por conjunto de consumidores da empresa, para o período de 2017 a 2020. A distribuidora atende em torno de 37 mil consumidores nos municípios de Jaguariúna e Pedreira, em São Paulo.