Copel institui comercializadora de energia

Medida visa reforçar o posicionamento da empresa no mercado e dar maior agilidade nesse tipo de negociação

A Copel informou na última quinta-feira, 28 de janeiro, que o Conselho de Administração da companhia aprovou ajustes no Estatuto Social da Copel Participações com a finalidade de alterar a denominação e o objeto social da empresa, que passará a se chamar Copel Comercialização. Segundo a empresa, o objetivo principal é comercializar energia e prestar serviços correlatos.

"A instituição da comercializadora visa reforçar o posicionamento da Copel no mercado e melhorar a eficiência, permitindo maior agilidade e flexibilidade na comercialização de energia", diz a companhia.