Renova corta funcionários em reestruturação

Demissões ocorrem após o cancelamento da segunda parte do acordo com a TerraForm Global

A Renova Energia anunciou na última quarta-feira, 20 de janeiro, uma reestruturação em seu quadro de colabores, porém não informou quantos funcionários foram demitidos. As demissões ocorrem após o cancelamento da segunda parte do acordo com a TerraForm Global e, segundo a companhia, refletem as atuais condições de mercado, com piora da liquidez e disponibilidade de crédito.
 
"O objetivo do novo plano de negócios da companhia é redimensionar os investimentos futuros e adequá-los a realidade econômica do país", escreveu a Renova.  "A Renova vem trabalhando em diversas frentes para executar esse plano, já tendo anunciado uma importante mudança na diretoria, renegociações de dívidas, antecipação de recursos de contratos de energia e agora busca uma estrutura corporativa mais leve, eficiente e flexível."
 
A empresa agradeceu o trabalho dos colaboradores e reafirmou o seu compromisso com o mercado “de buscar sempre opções que maximizem o resultado da companhia de forma sustentável”. A Renova é uma geradora de energia elétrica e investe em projetos eólicos e pequenas centrais hidrelétricas.