Plano Verão da CPFL Piratininga quer manter qualidade da distribuidora

Até o fim de outubro, empresa investiu R$ 93 milhões na sua malha

A CPFL Piratininga (SP) está preparada para garantir o fornecimento de energia elétrica aos seus clientes durante o Verão 2015-2016. A distribuidora realizou uma série de melhorias na rede e está com as equipes mobilizadas para o atendimento das ocorrências emergenciais provocadas pelos temporais, ventos fortes e raios. Com o verão, há um aumento das chuvas na região Sudeste. Para enfrentar este período mais crítico, a distribuidora investe fortemente ao longo do ano para aumentar a eficiência de suas redes e equipes, garantindo a qualidade do serviço de distribuição de energia elétrica para os seus clientes. Até o final de outubro, a concessionária já havia investido cerca de R$ 93 milhões na expansão, na melhoria e na manutenção de sua malha de distribuição. A CPFL Piratininga possui um dos menores índices de duração e frequência de interrupções de fornecimento de energia do Brasil segundo o ranking da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Os investimentos da CPFL Piratininga foram distribuídos por toda a área de concessão. As 10 cidades que mais receberam investimentos da companhia foram: Jundiaí, com R$ 16,356 milhões; Sorocaba, com R$ 15,451 milhões; Santos, que recebeu R$ 11,375 milhões; São Vicente, com R$ 10,33 milhões; Indaiatuba, R$ 8,490 milhões; Itu, com R$ 7,214 milhões investidos; Praia Grande, com R$ 4,783 milhões, Ibiúna, com R$ 4,624 milhões; Cubatão, com R$ 3,905 milhões e Salto, que recebeu R$ 3,318 milhões em investimentos.

Parte dos valores investidos teve como objetivo aumentar o nível tecnológico do sistema de distribuição. Ao longo do ano, a CPFL Piratininga avançou no tema das redes inteligentes, ampliando a telemedição dos clientes industriais e comerciais de grande porte, adotando um novo modelo de gerenciamento e envio de equipes de campo mais inteligente e instalando equipamentos para a recuperação automática das redes elétricas em situações de emergência. Todas as equipes de campo já trabalham com tablets para agilizar a comunicação com o Centro de Operação.

Esses investimentos, e as ações preventivas realizadas ao longo do ano, reduzem os impactos provocados pelos temporais aos clientes. Além disso, a CPFL Piratininga monitora continuamente as condições climáticas, o que permite o posicionamento das equipes em locais estratégicos para agilizar o atendimento. A companhia possui planos de contingência específicos, elaborados conforme o nível de abrangência e a severidade dos temporais: moderado, forte e extremo, com ventos acima de 90 km/h. A concessionária também conta com um contingente de eletricistas preparados para atuar no atendimento das demandas. Atualmente, a distribuidora possui 168 equipes próprias, além de outras 75 equipes contratadas que podem ser acionadas em situações de emergência. A concessionária também disponibiliza 33 tipos de canais de comunicação aos seus clientes, por meio de atendimento presencial, pela internet, pelo celular, por telefone e por comunicação escrita.

O plano de atuação no Verão é realizado pela empresa desde 2000 e acontece de forma integrada com entidades, população, colaboradores e fornecedores. Ele envolve a prevenção das situações que podem levar a interrupções emergenciais no fornecimento de energia elétrica, principalmente as ocasionadas pelos temporais. Automação da rede elétrica e ações preventivas que aumentam a robustez do sistema são fatores que contribuem para essa redução da demanda emergencial. Além disso, a distribuidora está constantemente renovando sua frota, com aquisição de veículos e novos equipamentos e investindo em treinamento e capacitação, a fim de garantir mais segurança, qualidade e eficiência no restabelecimento do fornecimento de energia elétrica aos clientes.