ISE terá 11 empresas do setor elétrico em 2016

Nova carteira reúne 40 ações de 35 companhias, somando R$ 960,52 bilhões em valor de mercado

A composição da 11ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial divulgada na última quinta-feira, 26 de novembro, pela Bolsa de Valores de São Paulo terá 10 empresas do setor elétrico – AES Tietê, Cemig, Cesp, Copel, CPFL, EDP, Eletrobras, Eletropaulo, Light e Tractebel – e uma indústria que fabrica equipamentos para o setor, a Weg. O período de vigência da carteira vai de 4 de janeiro a 29 de dezembro de 2016. A Coelce, que compunha a 10ª carteira, não estará presente no índice no ano que vem.

Segundo a BM&FBovespa, a nova carteira reúne 40 ações de 35 companhias, representando 16 setores e somando R$ 960,52 bilhões em valor de mercado. O montante equivale a 44,75% do valor de mercado de todas as companhias com ações negociadas na bolsa, considerando as cotações de fechamento de 24 de novembro de 2015. Na carteira anterior, o valor de mercado das companhias girava em torno de R$ 1,22 trilhão ou 49,8% do total.

A Cemig, há 11 anos, integra o ISE. Segundo a empresa, a manutenção no índice demonstra o compromisso em buscar a criação de valor para os seus acionistas, empregados e fornecedores e ao bem-estar da sociedade, além do aprimoramento das práticas de sustentabilidade empresarial. Já a Light informou que compõe o índice pelo 9º ano consecutivo. "O compromisso com a sustentabilidade está inserido na estratégia da companhia e é acompanhado segundo as melhores práticas de governança corporativa, com transparência, prestação de contas, equidade e diálogo constante com nossos stakeholders", afirmou a Light.